Buscar

Capela Três Mártires, em Júlio de Castilhos, completa 80 anos.

A programação contou com tríduo preparatório, almoço festivo e celebração de missa.



O dia 30 de janeiro de 2022 marcou a comemoração de oito décadas de fundação da Capela Três Mártires, no município de Júlio de Castilhos. A celebração presidida por Dom Leomar Antônio Brustolin, Arcebispo de Santa Maria, ocorreu às 10 horas, com a presença da comunidade, padres e seminaristas.


Para a realização do tríduo preparatório o pe. Olinto Cremonese e os organizadores contaram com a presença do Pe Rodrigo Cabrera e integrantes da Paróquia Santo Antônio de Pádua, de Silveira Martins, no primeiro dia. A segunda noite contou com a participação do Pe. Enio Rigo, filho daquela comunidade, que em 1983 presidiu sua primeira missa no altar da capela, e de paroquianos da Catedral Metropolitana de Santa Maria.


Conheça alguns acontecimentos que marcam os 80 anos da Capela.


“Feliz a comunidade que lembra sua história e cultiva a memória dos seus antepassados”.


Com este pensamento queremos lembrar alguns acontecimentos ocorridos nesta igreja ao longo dos seus 80 anos. Não são acontecimentos sensacionalistas, mas a vida simples e honesta de uma comunidade que soube conservar viva a sua fé, seu amor pela família, sua dedicação ao trabalho, sua convivência amiga e fraterna expressa nos encontros semanais e nas comemorações festivas. Foram inúmeras as celebrações que ocorreram nesta capela: batizados, casamentos, primeira comunhão, exéquias, ordenação sacerdotal, missões, festas religiosas, novenas, as missas dominicais e até uma simples prece dirigida a Deus. Destacamos alguns fatos:


11/06/1941 – quando a capela ainda em fase de construção, aconteceram os casamentos dos jovens Carlos Maffini e Ana Gloria Augusti, sendo a festa na casa do pai do noivo, Seu Luciano Maffini na Linha Quarta. E se casaram neste dia Pedro Avozani e Otília Rigo, sendo a festa na casa do pai da noiva, Seu João Rigo, que morava aqui na Vila Oliveira. Estava presente no almoço também o Monsenhor Humberto Busato que abençoou as bodas. Com a graça de deus Dona Otília, ainda vive e no dia 14/03/2022 completara 100 anos. Dona Otília é um testemunho vivo da nossa história. Logo após a inauguração da Capela foram batizadas as primeiras crianças: Roque Maffini e Roque Brondani. Receberam este nome em homenagem ao padroeiro São Roque Gonzales. Na manhã de sábado do dia 16/02/1952, o Pe Benjamim Copetti abençoou o casamentos dos seguintes jovens: Pedro Aguiar e Clorinda Antonello; Odi Cattani e Florentina Cielo; Nelson Dalla Corte e Diva Anversa. Seu Nelson, está com 91 anos e nos contou que era um ano de seca como agora.

No dia 13/12/1987, às 10 horas, o Padre Enio José Rigo, 1º padre de nossa comunidade presidiu sua primeira missa na presença de familiares, sacerdotes e um grande número de fiéis. Foi um dia muito festivo.


Outro acontecimento relevante foi em 11/12/2011 com a ordenação sacerdotal do Pe Juan Diego, o primeiro sacerdote cartuxo da ordem de São Bruno a ser ordenado na América Latina. Foi um Dia de Ação de Graças, com a presença do Arcebispo Dom Hélio, dezenas de padres e certamente esse dia não sairá da memória daqueles que estiveram presentes. Também tivemos a visita da Relíquia do Coração do Pe Roque Gonzales vinda dos monges Cartuxos, as doações das imagens, as benfeitorias, mas isso é daria um outro capítulo.


Enfim, nosso sincero agradecimento e reconhecimento a todos que fizeram e fazem parte desta linda história da Comunidade de Três Mártires. Cabe a cada um de nós, cuidar, preservar e melhorar aquilo que nossos antepassados fizeram com tanto trabalho e sacrifício, não somente as matérias, mas especialmente as espirituais, como a fé, a união das famílias, as orações, a honestidade, o estímulo para as vocações e uma vivência dos ensinamentos do Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.“