top of page
Buscar

62ª Romaria de Nossa Senhora de Fátima, em Nova Esperança do Sul

As atenções e corações se voltaram para a Gruta Subterrânea Nossa Senhora de Fátima, localizada na Linha Um, em Nova Esperança do Sul, no domingo, dia 29 de janeiro. Isso por que os romeiros vindos de diferentes regiões se reuniram para a 62ª Romaria em honra da Virgem Maria, sob o título de Nossa Senhora de Fátima.


A programação teve início ainda na madrugada, com a procissão, partindo da Igreja Matriz São José até a Gruta Subterrânea, totalizando um percurso de 9 km, onde os devotos, entre cantos e orações, peregrinaram na companhia da Mãe de Fátima.


Caminhar na companhia de Nossa Senhora é se dar conta de que, mesmo diante das dificuldades, desafios e problemas que surgem e precisam ser enfrentados durante a peregrinação da vida, a Mãe nunca abandona seus filhos, mas está junto de cada um, como Ela mesmo disse: “não estou eu aqui que sou a sua Mãe?”


Animados pelo SIM de Maria, nessa 62ª Romaria refletiu-se sobre a belíssima história das aparições de Nossa Senhora de Fátima, e também o 3º Ano Vocacional Nacional, que tem como lema: "Corações ardentes, pés a caminho" (cf. Lc 24, 32-33). Maria foi chamada ainda muito jovem pelo Senhor. O Chamado foi claro e decisivo: ser a Mãe do Salvador. E fazer esta peregrinação, é dizer: "Eis-me aqui Senhor".


Às 10h, chegando na Gruta Subterrânea, também denominada Igreja Natural dedicada a Maria, foi celebrada a Santa Missa presidida por Dom José Mário Angonese, bispo da Diocese de Uruguaiana. A Celebração Eucarística foi concelebrada pelo padre Darcione Martins, pároco da Paróquia São José de Nova Esperança do Sul. Ainda, às 14h, também no interior da Gruta, ocorreu a Bênção da Saúde.

Dom José Mário destaca que a Romaria "é muito saudável para a fé. Quem começa e faz essa peregrinação, cria um gosto particular e não deixa mais de fazê-la". Para ele "a vida de fé passa pela comunidade. Cristão Católico amadurece a sua fé participando da vida de comunidade regularmente. Mas, é importante também momentos especiais, como uma romaria, que ajude a crescer e aprofundar a vivência religiosa.


E como faz bem ao coração, a experiência de sentir que a Mãe de Jesus, a Mãe de cada um de nós, peregrina conosco sempre! Nesse sentido, de uma forma progressiva, a devoção à Nossa Senhora, a Mãe Fátima, vem crescendo cada ano que passa. Esse é um sinal claro, que é da vontade de Deus que aconteça essa romaria, e que a gruta de Fátima é um local onde podemos, por Maria, amando-a e venerando-a, encontrar-se com o Senhor Jesus.



Fonte e Fotos: Gustavo Delevati

Comments


bottom of page