Buscar

Iniciam as ações para fase Diocesana do Sínodo 2021/2023

Atualizado: 17 de dez. de 2021

O Papa Francisco convocou toda a Igreja, com o objetivo de ouvir as pessoas, para estabelecer uma Ação Pastoral mais eficiente.




Em outubro de 2015, o Papa Francisco declarou que “O mundo, em que vivemos e que somos chamados a amar e servir mesmo nas suas contradições, exige da Igreja o reforço das sinergias em todas as áreas da sua missão. O caminho da sinodalidade é precisamente o caminho que Deus espera da Igreja do terceiro milênio”. Com este apelo toda a população, mesmo não católicos, são convidados a contribuir, na fase diocesana do Sínodo dos Bispos. A nova etapa tem como objetivo a preparação do Povo de Deus para entender e responder aos questionamentos. Através de postagens em suas redes sociais, textos de rádio e uma live formativa todas pessoas poderão entender a importância deste processo histórico, já que é a primeira vez, em dois mil anos, que todos, sem exceção, poderão opinar nos rumos da Igreja.



A próxima etapa consistirá em consultar, efetivamente, os residentes nos 26 municípios que formam a arquidiocese com a divulgação do questionário que orientará o processo de “escuta” do maior número possível de pessoas na região.


O Sínodo tem três fases distintas, a primeira fase, chamada de Diocesana, de outubro de 2021 até março de 2022, a segunda fase, chamada de Continental, de setembro de 2022 à março de 2023 e a terceira fase que acontece na Assembleia Geral do Sínodo dos Bispos, em outubro de 2023, em Roma. As respostas das comunidades locais serão organizadas em um documento que será enviado para as etapas seguintes do processo de escuta.


O tema central a ser refletido é: Comunhão, Participação e Missão, para melhor corresponder aos anseios da Nova Evangelização. A interrogação fundamental é "Uma Igreja Sinodal, ao anunciar o Evangelho, ‘caminha junto’. Como esta ‘jornada juntos’ está acontecendo em sua Igreja local?’


Em nossa Arquidiocese, está fase foi aberta oficialmente no dia 17 de outubro, em celebração presidida por Dom Leomar Antônio Brustolin – arcebispo metropolitano – na Catedral de Santa Maria, com participação de todo o clero.