Buscar

Após dois anos, procissão de Corpus Christi, leva 2 mil pessoas às ruas de Santa Maria



Neste ano, os católicos foram incentivados a viver o Sacramento da Eucaristia através da fé e da solidariedade.


A procissão de Corpus Christi foi retomada após dois anos em Santa Maria, devido a pandemia da COVID-19. De acordo com os agentes da Guarda Municipal mais de 2 mil fiéis acompanharam Jesus Eucarístico pelas ruas centrais da cidade. Neste ano, a caminhada foi liderada pela primeira vez por Dom Leomar Antônio Brustolin, com a presença de sacerdotes e diáconos. Também contou com motivação dos freis da Fraternidade O Caminho, que do alto do caminhão de som, entoaram orações e cantos relativos à celebração, a ação criou um ambiente de oração e devoção no percurso. Compuseram a multidão crianças, jovens e famílias inteiras, que responderam, em forma de oração, a todas as motivações.

Durante o trajeto, o arcebispo fez algumas paradas para abençoar pessoas, com dificuldade de mobilidade que não puderam acompanhar a procissão, mas aguardavam nas calçadas. Outras paradas foram realizadas para dar bênção a moradores de rua.

A missa, realizada no interior da Basílica da Medianeira, devido a previsão de chuva, contou com a tradicional confecção de tapetes, no entanto, substituindo as coloridas imagens com serragem, foi montado um grande cálice solidário, confeccionado com os produtos recolhidos na campanha de arrecadação. Além de alimentos não perecíveis, as doações contaram também com itens de higiene pessoal e cobertores. Todos os produtos arrecadados foram transportados ao final da celebração para a Casa Papa Francisco, que será inaugurada no próximo dia 18 de junho.

Em sua homilia, Dom Leomar convidou aos que acompanharam a celebração para refletir e tomar consciência do que se celebra neste dia, “agradeça a Deus o dom da vida em primeiro lugar”, afirmou. Lembrou a todos que neste dia se caminha com Jesus na eucaristia, e que isso difere a procissão de hoje de todas as demais que acontecem. “Neste pão e neste vinho encontramos sentido para a nossa vida... Jesus morreu na cruz para que você e eu não morramos”, continuou o arcebispo. Dom Leomar explicou a sua inspiração no Papa Francisco para trazer para a arquidiocese um nova fraternidade, com foco em trabalhar com pessoas em situação de vulnerabilidade social, foram apresentados a assembleia os freis da Fraternidade O Caminho. “Não precisamos só de coisas, precisamos de olhares, sorrisos e aperto de mãos...Dom Ivo já falava da necessidade de um mundo novo”, prosseguiu o arcebispo. Ainda foi apresentado o recém nomeado bispo auxiliar de Porto Alegre, Monsenhor Bertilo João Morsch.

Visando um alinhamento aos livros litúrgicos, no próximo ano haverá uma alteração na celebração, quando primeiro será realizada a missa e na sequência a procissão.

A celebração se encaminhou para o final com um momento de intensa devoção, a Adoração e Bênção do Santíssimo Sacramento aos participantes.