Buscar

1ª. Jornada da Iniciação à Vida Cristã é realizada na Basílica da Medianeira

Atividade reuniu cerca de 500 catequistas que atuam em comunidades, capelas e paróquias da arquidiocese.


A Basílica da Medianeira recebeu no domingo, 17, a primeira Jornada da Iniciação à Vida Cristã. Durante o dia, entre palestras, celebrações, orações e cantos foram apresentadas e aprofundadas as metodologias implantadas na arquidiocese para o processo de formação de novos discípulos.

Nas palavras de Dom Leomar: “Primeira porque esperamos iniciar um processo que terá continuidade, uma série de compromisso comuns, assumidos sinodalmente, para que todos possam caminhar juntos. Jornada, porque trata-se de um dia que se dilata em tantos outros dias em nossas comunidades. Da Iniciação à Vida Cristã, porque queremos iniciar na fé os que desejam ser cristãos, para seguir Jesus Cristo em sua Igreja. Da Arquidiocese de Santa Maria porque somos vocacionados a testemunhar Jesus Cristo e seu Evangelho nesta Igreja Particular, com seus 26 municípios e quase 40 paróquias”.

Nem mesmo o dia frio desmotivou a participação dos catequistas que ao final de cada apresentação puderam esclarecer suas dúvidas e apresentar os avanços e dificuldades na caminhada da IVC em nossa arquidiocese. A atividade contou com a participação do seminarista palotino Mateus Bernardi, que a cada intervalo fez intervenções musicais, garantindo a animação dos participantes.

A primeira atividade foi apresentada pela Ir. Maria Aparecida Barboza, ICM– que abordou Como fazer a Leitura Orante da palavra - Em seu espaço a religiosa trouxe explicações de Como surgiu a Leitura Orante da Palavra de Deus; Os passos da Leitura Orante e a Leitura Orante na prática. Lembrou que a Leitura Orante sempre inicia com a invocação do Espírito Santo e discorreu sobre os quatro degraus: 1º Degrau – LEITURA (Lectio); 2º Degrau – MEDITAÇÃO (Meditatio) O que o texto me diz? 3º Degrau – ORAÇÃO (Oratio) O que o texto me faz dizer a Deus? e o 4º Degrau – CONTEMPLAÇÃO (Contemplatio).

A programação continuou com a reflexão de Dom Leomar Antônio Brustolin sobre a Iniciação à Vida Cristã. O arcebispo explicou que a Iniciação é um mergulho pessoal no mistério de Deus. E, para isso se faz necessário entender seus símbolo e ritos. Assim como a ligação indispensável entre Catequese e Liturgia. Falou ainda sobre o Processo de Inspiração Catecumenal abordado no RICA (Ritual de Iniciação Cristã de Adultos), dividido em quatro tempos denominados: pré-catecumenato (ou primeiro anúncio), catecumenato, (catequese, formação), iluminação e purificação e (quaresma e Vigília) e mistagogia (tempo pascal) e três etapas: o rito de admissão ao catecumenato; o rito da eleição ou inscrição do nome dos candidatos; e a celebraçãodesses Sacramentos.


O turno da tarde iniciou com a participação do Pe. Cristiano Quatrin e da catequista Cristiane Rossato Rubim, que apresentaram como preparar os espaços da catequese e como usar os livros. O uso de símbolos, tempo de duração, quantidade de crianças por turma e o momento correto para o testemunho da catequista foram abordados.


Na segunda apresentação da tarde o Pe. Alcione Carvalho e a catequista Elisete Vianna abordaram a temática das Celebrações no cronograma da catequese. Cada etapa tem celebrações de entrega. No entanto se faz necessário orientar as crianças para a participação nas missas de domingos.


A Avaliação da convidada, Irmã Maria Aparecida foi muito positiva. “Participar da 1ª. Jornada da Iniciação à Vida Cristã da Arquidiocese de Santa Maria foi para mim uma grande alegria, bênção sobre bênção. Contemplar o olhar dos catequistas tão atentos aos conteúdos e entusiasmados com a proposta da Iniciação à Vida Cristã, que propõe uma catequese de experiência com Jesus Cristo, de formação discipular é um grande marco para a arquidiocese neste novo tempo. Inaugura-se uma nova etapa de evangelização em toda a arquidiocese, uma etapa em que toda a catequese, desde o batismo aos adultos, passa por um caminho de inspiração catecumenal, uma catequese com Leitura Orante, uma catequese com integração entre catequese e liturgia, uma catequese que visa a formação discipular, portanto, uma catequese querigmática e missionária. Olhar os catequistas com esse encanto, com esse entusiasmo é bênção sobre bênção, é graça sobre graça. Minha gratidão ao Dom Leomar, incansável neste empenho de uma catequese de Iniciação à Vida Cristã, minha gratidão a coordenação pelo bem e a dedicação e minha gratidão sobretudo aos catequistas pelo amor e pela paixão que vem desenvolvendo a catequese de Iniciação à Vida Cristã. Aos catequistas desta arquidiocese, suas vidas com certeza saíram transformadas desta jornada. A partir de hoje somos diferentes, somos catequistas encantados por Jesus e entusiasmados por uma catequese que encante novas pessoas para Jesus e para a Igreja".


Agradecemos a presença de todos que vieram participar da Jornada das Catequistas, foi um dia de muitas conquistas, bênçãos, experiências, escuta, louvor e de capacitação pra servir Jesus. Temos desafios, estamos aprendendo, com unidade, vontade de fazer o nosso melhor na comunidade fazer a diferença como cristão. Sem palavras pra agradecer a irmã Maria Aparecida e ao Dom Leomar Brustolin por nos fazer conhecer o processo, a metodologia do IVC” - Destacou a integrante da Coordenação da IVC Maria da Graça Schmitt.


A parte final foi destinada para comunicações gerais e para a leitura da Carta do Arcebispo para os catequistas. A atividade encerrou com a Bênção de envio realizada por Dom Leomar Antônio Brustolin.